História/ Uma ação nacional

O que é o Programa Telessaúde Brasil Redes

O Programa é uma iniciativa instituída em âmbito nacional pelo Ministério da Saúde, desde 2007, para fortalecer e ampliar as ofertas de Educação Permanente em Saúde para os profissionais e trabalhadores do SUS utilizando tecnologia de comunicação e informação.

É coordenado pela Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES) e Secretaria de Atenção à Saúde (SAS), em articulação com outros Ministérios, Universidades Públicas, Escolas Técnicas de Saúde e entidades das áreas de Saúde e Educação.


Quem pode utilizar os serviços oferecidos pelo Telessaúde Brasil?

Todos os profissionais e trabalhadores do SUS.

Basta entrar em contato com o núcleo do seu estado para cadastramento na plataforma de Telessaúde.

O que o Programa oferece?

A rede Telessaúde é composta por Núcleos que fazem a cobertura e acompanhamento das necessidades educacionais dos profissionais e trabalhadores do SUS, principalmente da Estratégia da Saúde da Família, oferecendo:

  • Teleconsultoria: serviço estruturado de perguntas e respostas entre profissionais sobre procedimentos clínicos ou dúvidas do processo de trabalho e gestão em saúde. Pode ser realizado via plataformas de Telessaúde ou – para médicos dos Programas PROVAB, Mais Médicos, PMAQ e Melhor em Casa – pelo telefone 0800 644 6543. Conceito: consulta registrada e realizada entre trabalhadores, profissionais e gestores da área de saúde por meio de instrumentos de telecomunicação bidirecional, com o fim de esclarecer dúvidas sobre procedimentos clínicos, ações de saúde e questões relativas ao processo de trabalho, podendo ser de dois tipos: a) síncrona - teleconsultoria realizada em tempo real, geralmente por chat, web ou videoconferência; b) assíncrona - teleconsultoria realizada por meio de mensagens off-line.

  • Tele-educação: oferta de atividades educacionais a distância de acordo com as necessidades previamente diagnosticadas. Conceito: conferências, aulas e cursos, ministrados por meio da utilização das tecnologias de informação e comunicação.

  • Telediagnóstico: elaboração de laudos a distância. Conceito: serviço autônomo que utiliza as tecnologias da informação e comunicação para realizar serviços de apoio ao diagnóstico através de distância e temporal distâncias geográfica e temporal; (Retificado no DOU nº 209 de 31.10.2011, Seção 1, página 74).

  • Segunda Opinião Formativa: biblioteca pública de perguntas e respostas sobre questões levantadas pelos profissionais e trabalhadores do SUS. Conceito: resposta sistematizada, construída com base em revisão bibliográfica, nas melhores evidências científicas e clínicas e no papel ordenador da atenção básica à saúde, a perguntas originadas das teleconsultorias, e selecionadas a partir de critérios de relevância e pertinência em relação às diretrizes do SUS.